11 outubro, 2010

“Parece que tens uma fortaleza à volta de ti e simplesmente parece que não queres deixar ninguém aproximar-se” Talvez seja mesmo esse o problema e é cada vez mais saturante viver deste jeito. Acreditava ter-me tornado numa pessoa forte mas vejo que isso não passada de uma ilusão (…)

(...) tinha prometido a mim mesma mas a já vários meses que não pensaria mais em ti como pensava e que, mesmo que voltássemos a falar eu não seria nunca sincera em relação ao que sentia de verdade em relação a ti. Não fui capaz (...) quando eu penso já não gostar eu continuo a sentir falta. Quando penso estar de verdade confiante e forte só estou mais fria e cruel, tentando fechar os olhos a tudo como se tivesse medo de cada sentimento que me rodeia. Deve ser talvez por já antes me terem tirado tanto que agora passos os dias a defesa e sim, nisso eu estou de verdade diferente!
Já mais serás esquecido!

4 comentários:

Marta Marques disse...

Percebo bem o que dizes. Mas sabes? às vezes é melhor parar um pouco e deixar que todos esses sentimentos, essas fraquezas, entrem em nós e nos afectem um pouco. Assim, depois, podemos voltar a erguer a fortaleza à nossa volta. No entanto, ela será um bocado mais sensível, e, portanto, mais tolerante, mais aberta e mais liberal, e isso é bom, isso torna-nos melhores e mais fortes (:
Gostei muito do blog, vou seguir *

Joann disse...

gostei muito mesmo, estou a seguir, :$

nina disse...

Quando estava a ler o teu post, identifikei-m imenso com determinadas atitudes emocionais que transpareces..Ao contrario de ti, nem tenho coragem de escrever sobre esses assuntos...mas com o tempo tudo passa :) gosto da tua sinceridade

Adriana Moreira disse...

É este o texto de que tinhas falado, somos mesmo iguais minha florzinha. Para ti sempre como estiveste para mim (L)